Finalidade da Vida Contemplativa das Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento

“Por eles Eu me santifico: Atendendo ao poder redentor próprio destas mesmas palavras, ao oferecer-se a Deus como propriedade exclusiva, mediante o amor de doação, cada um pode achar-se, por meio da fé, abrangido pelo alcance de tais palavras” (Redemptiornis Donum, 8).

 A vocação contemplativa das Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento se fundamenta na Adoração Eucarística. Sua vivência nasce da Eucaristia, Dela se alimenta e para Ela está constantemente orientada, buscando ser uma resposta Àquele Amor que não cessa de estar presente em nosso meio. “Eis que estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos.”

Associando-se ao Mistério Pascal de Cristo, realmente presente no Santíssimo Sacramento, as Irmãs se oferecem totalmente em comunhão com a Igreja como “hóstias vivas, santas e agradáveis a Deus” (Rm12, 1) para “desagravar o amor incriado da injustiça que lhe afligem tantas negligências, esquecimentos e injúrias” – é este o conceito de reparação (MR 6-7) – vivendo em contínuo espírito de oração e intercessão pela salvação de todos os homens.

À exemplo da Bem Aventurada Virgem Maria e de sua especial maternidade por todos os sacerdotes, suplicam a Deus pelas intenções do Sumo Pontífice e pelas necessidades da Igreja, cooperam na santificação do clero e oferecem suas vidas no silêncio, recolhimento e sacrifícios cotidianos em espírito de reparação: “Continuam na Igreja a presença e a obra de Maria. Acolhendo o Verbo na fé e no silêncio adorador, colocam-se ao serviço do Mistério da Encarnação e, unidas a Jesus Cristo na sua oblação ao Pai, tornam-se cooperadoras no Mistério da Redenção” (VS 4); intercedem por todo o Instituto, e sustentam, através da oração e contemplação, suas atividades apostólicas. Sua colaboração concreta para o apostolado orienta-se ao serviço da Igreja e à restauração das almas em Cristo, especialmente a dos mais pobres e sofredores deste mundo.

plugins premium WordPress