Histórico

Instituto Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento

Aos 13 de maio de 1994, dia de Nossa Senhora de Fátima, deu-se início na Praça Bento Quirino em frente à Basílica Nossa Senhora do Carmo em Campinas-SP, o movimento “Toca de Assis”. Aos Domingos, vários jovens e casais, uniam-se com o objetivo de levar o Amor de Deus aos mais pobres e abandonados que se encontravam em situação de indigência nas ruas, oferecendo também o auxílio e alívio para seus sofrimentos de diversas maneiras.

Esta obra de misericórdia nasceu da experiência de muitos destes jovens e casais com a presença de Jesus Eucarístico, experiência esta que continuou a ser nutrida como fonte e ápice deste apostolado. Participavam diariamente da Santa Missa, e sempre quando realizavam este serviço que chamamos até o tempo presente de pastoral de rua, se dirigiam para o Templo Votivo do Santíssimo Sacramento para estarem em companhia de Jesus por meio da Adoração.

Assim, o carisma deste movimento nasceu do Coração Eucarístico de Jesus para o seu próprio Coração nos pobres e abandonados de rua. O lugar onde estes jovens se reuniam (Praça Bento Quirino) foi o mesmo lugar onde foi celebrada a primeira Santa Missa que deu início a fundação da cidade de Campinas-SP, sendo assim considerada uma cidade Eucarística. Este é um dado muito importante de nossa história.

Como não houve um momento sequer da vida de Jesus em que Nossa Senhora não esteve presente, o mesmo podemos dizer de nosso caminho Institucional. Desde os primórdios sempre nos amparou com seu amor de Mãe, e foi honrada com amor filial através da oração do Santo terço, recitado nesta mesma praça. Em seguida, os membros deste movimento realizavam as partilhas de coração, cultivando desta maneira a comunhão fraterna.

Crescendo em número enquanto Movimento Toca de Assis, percebeu-se a necessidade da criação de uma personalidade jurídica para se concretizar a existência e ajuda na manutenção desta Obra, sendo que no ano de 1997, recebeu o nome de Fraternidade de Aliança Toca de Assis. Desde então, a Igreja passou a nos acompanhar mais de perto, na pessoa do então Arcebispo Dom Gilberto Pereira Lopes.

Com a vivência profunda deste Carisma, alguns jovens sentiram a necessidade de uma entrega ainda mais radical, através de uma consagração a Deus por meio dos Conselhos evangélicos, nascendo então as duas Associações Públicas de Fieis (Filhos/ Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento).  A primeira Casa religiosa feminina teve início no dia 07 de outubro de 1997 com a entronização do Santíssimo Sacramento pelo Arcebispo Dom Gilberto, tendo recebido o nome de “Casa Sacramento de Amor”.

A entrega amorosa de Cristo na Eucaristia, impeliu as Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento a recordar, amar e imitar especialmente “a grande generosidade de Nosso Senhor que, sendo rico se fez pobre a fim de nos enriquecer por sua pobreza” (2 Cor 8, 9). O nosso nome revela a nossa identidade: Tendo nascido do Coração Eucarístico de Jesus, pelo qual somos alimentadas, queremos nos configurar à Sua Pobreza neste Sacramento.

No ano de 2001, as Casas fraternas existentes somente na cidade de Campinas-SP começaram a expandir-se para outros Estados. Neste mesmo ano deu-se início ao Ramo Contemplativo deste Instituto na cidade de Vinhedo-SP. No ano de 2009, o então Arcebispo Dom Bruno Gamberini, pediu-nos que fosse iniciada a elaboração das Constituições, visando a futura aprovação do nosso modo de vida, na vivência deste Carisma.