Modo de Vida

Santa Missa e adoração Eucarística

As Filhas da Pobreza do Santíssimo Sacramento têm como fundamento da sua espiritualidade o Sacrifício Eucarístico e o seu prolongamento pela adoração ao Santíssimo Sacramento. Por isso participamos todos os dias da Santa Missa, ordinariamente celebrada na própria Comunidade, e diariamente temos adoração individual e comunitária ao Santíssimo Sacramento.

Em comunhão com o Instituto têm, conforme o espírito de S. Francisco e S. Clara, especial culto aos mistérios da vida de Jesus Cristo que nos falam do seu amor, pobreza e humildade, principalmente os de sua Santa Paixão. Por isso as horas de adoração da quinta-feira a partir das 21h, até a sexta-feira às 15h são um momento particular voltado ao mistério da Paixão do Senhor, à reparação e a intercessão, nas quais as Irmãs dedicam-se à oração e contemplação, rezam pelo Santo Padre, pelos Bispos e sacerdotes, pela vida consagrada, por nossa família religiosa, pelas necessidades do mundo e da sociedade.

Liturgia das Horas

“A Liturgia das Horas é a oração da Igreja, pela qual são santificados, por meio de cantos de louvor, ações de graças e orações, tanto o curso completo do dia, como a totalidade das atividades humanas. Nela, além de louvar a Deus, a Igreja transmite a ele os sentimentos e desejos de todos os fiéis cristãos. Mas ainda: pede a Cristo, e por ele ao Pai, pela salvação do mundo inteiro”. (Cf. Inst. geral da Lit. das Horas).

As Irmãs, buscando atender o mandato do Senhor de orar sem cessar, assumem integralmente a Liturgia das Horas como perfeito culto de adoração, louvor e glorificação de Deus e como intercessão pelo mundo, celebrando diariamente todo o curso da Oração das Horas.

Lectio divina

“A santidade não é concebível senão a partir de uma renovada escuta da Palavra de Deus… É lá, com efeito, que o Mestre se revela, educa o coração e a inteligência. É lá que se amadurece a visão da fé, aprende-se a olhar a realidade e os acontecimentos com o mesmo olhar de Deus, até se chegar a ter o pensamento de Cristo” (PC 24).

As Irmãs meditam a Sagrada Escritura diariamente. Pondo-se com amor na presença de Cristo buscam ouvir com atenção e diligência sua voz e atender seu convite de conversão acolhendo com amor a Palavra da Vida.

Devoção Mariana

Buscando honrar a Mãe de Deus com filial devoção e acolhendo o seu apelo que, na aparição em Fátima, pediu insistentemente que se rezasse o terço todos os dias, oferecendo a oração pela paz no mundo, diariamente as Irmãs recitam o terço em comum, meditando os mistérios da vida de Jesus através do Coração de Nossa Senhora, bem como a oração do Ângelus em seus respectivos horários.

“E amando-vos umas às outras com a caridade de Cristo, demonstrai por fora, por meio das boas obras, o amor que tendes dentro para que, provocadas por estes exemplos, as irmãs cresçam sempre no amor de Deus e na mútua caridade (TCL 59-60) ”.

 A vida contemplativa das Irmãs é vivida, a exemplo de São Francisco e Santa Clara, em espírito de fraternidade, de solidariedade e de amor mútuo. Como lugar privilegiado para vivenciar “a grande generosidade de Nosso Senhor que, sendo rico, se fez pobre por nossa causa a fim de nos enriquecer por sua pobreza” (cf. 2 Cor 8, 9), a fraternidade se torna uma escola de caridade oblativa e generosa pela qual se assemelham à Pobreza do Filho de Deus e cooperam na edificação umas das outras.

Diariamente temos uma hora de convívio fraterno, exceto as sextas-feiras.

O trabalho é um testemunho de pobreza e solidariedade, é essencial como tal a vocação da pessoa humana sobre a terra, pois com o trabalho se sustenta a própria vida e a dos seus. É também necessário ao equilíbrio e elevação da vida espiritual, nos associando assim a Jesus Cristo, que lhe conferiu excelente dignidade, trabalhando com suas próprias mãos em Nazaré. Em conformidade, pois, com a vida em espírito de pobreza e humildade assumida, as Irmãs realizam, além do trabalho doméstico, trabalhos manuais, como confecção de alfaias para o culto litúrgico, pães, biscoitos e outros tipos de artesanatos e contam com a venda dos mesmos para contribuição no sustento da Comunidade.

As jovens que se sentem atraídas à Vida Contemplativa e desejam conhecer a nossa forma de vida, após contato, são acompanhadas por uma Irmã do Ramo Contemplativo por no mínimo um ano em vista de um discernimento para experiência.

CASAS

  • Casa Fraterna Sacramento de Amor – Anápolis/GO
  • Casa Fraterna Sacramento de Amor – Maricá/ RJ